(67) 3358-4848 | (67) 999693-1080 Rua Jamil Basmage, 996 - Mata do Jacinto | Campo Grande (MS) Doe Pessoa Física Doe Pessoa Jurídica Doe Pag Seguro

Cotolengo realiza sorteio e entrega a camiseta oficial do título da Libertadores

A camisa 9 de Gabriel B. (Gabigol) com mais de 20 assinaturas era o prêmio da rifa que arrecadou verba para finalizar a residência inclusiva da instituição

Por Cotolengo
03/09/2020 · Notícias

O Cotolengo Sul-Mato-Grossense entregou, na sexta-feira (14), o prêmio da rifa lançada em fevereiro que arrecadou verba para mobiliar sua residência inclusiva.

 

Por conta da pandemia de coronavírus, alguns prazos da Caixa Econômica Federal foram suspensos e o sorteio, que estava previsto para março, aconteceu no dia 09 de agosto. O sorteado é o assistente de administração da UFMS, Vinícius Santos Pires, de 31 anos. Ele conta que comprou apenas um número no intuito de ajudar a instituição, mas que ficou surpreso quando recebeu o e-mail informando que era o ganhador.

 

“Eu não sou flameguista, mas gosto muito de futebol, então eu sei do valor dessa camiseta. Até tenho alguns amigos que poderia presentar com ela, mas daria briga porque teria que escolher um só”, brinca Vinícius, que quer agora encontrar uma outra instituição para oferecer a camiseta e fazer uma ação semelhante de arrecadação de verba para ajudar mais pessoas e, assim, formar uma verdadeira corrente do bem.

 

CotoMengo

A ação conhecida como “CotoMengo” foi uma iniciativa de um grupo de empresários de Campo Grande, que doou uma camiseta oficial do Flamengo assinada pelos jogadores do time, como Bruno Henrique, Reinier, Vitinho, Gabigol, e outros. A camiseta é a oficial da final do Campeonato Libertadores da América 2019, jogo que aconteceu no dia 23 de novembro no Estádio Monumental, na capital do Peru, Lima. Depois de 38 anos, o time carioca conquistou o campeonato, ganhando o jogo por 2 a 1 do River Plate.

 

O Diretor Presidente do Cotolengo, Pe. Valdeci Marcolino, explica que, por conta das mudanças de cenário ocorridas nos últimos meses e causadas pela pandemia, o valor arrecadado ficou abaixo do esperado, mas a campanha gerou uma movimentação que atraiu a atenção de outras instituições. “Ninguém esperava por essa pandemia e é claro que a gente entende que é uma situação atípica. Mantivemos a ação e o valor arrecadado, em torno de R$ 13 mil, nos ajudou a mobiliar a casa. Além disso, instituições como Somos Anjos da Guarda e Vakinha Social ficaram sabendo das nossas necessidades e nos ajudaram com doações para finalizar a obra”, conta.

 

Residência inclusiva

A nova residência inclusiva já funciona desde o dia 15 de julho, atendendo 10 pessoas com paralisia cerebral grave em período integral, com atividades e assistência 24 horas por dia. É a primeira unidade do tipo no estado, possui 350 m² e foi construída no terreno da própria instituição. É uma casa com 10 ambientes, como varanda, espaço de leitura, refeitório, enfermaria, além dos quartos. Os móveis precisaram ser todos adaptados aos moradores, que recebem cuidados diários como alimentação especial e/ou por sonda, auxílio para higienização e administração de medicamentos controlados e apoio para as atividades de vida diária, além de atendimentos nas área de Terapia Ocupacional, Pedagogia, Psicologia, Fisioterapia Motora, Fisioterapia Respiratória, Fonoaudiologia, Nutrição e Enfermagem.